30.11.13

All That Matters 38, Começo do fim ! ♥

22



"Você não pode parar um amor verdadeiro, então não há como nos parar" - Never Been Better, Tiffany Alvord


                               Justin POV

Eu sabia que ia morrer. Mas não ia deixar que a machucassem. Nunca. Era a pior coisa do mundo: se sentir impotente. A porta foi aberta num rompante, e David entrou dentro da sala com um ar furioso.

David: Agora chega -disse- Acabou a viadagem. Quem primeiro? -Ele sacou a arma da cintura e colocou sobre a minha cabeça. Meu estômago revirou e eu fechei os olhos- Hmmm, a princesa ou o príncipe? - Ele tirou a arma da minha cabeça e apontou na de Sn.
Eu: Tira isso dela caralho! - exigi, furioso.
Sn: Não! Me mata! -implorou Sn-
Eu: NÃO! -gritei- É a mim que quer, me mate. Deixe-a em paz.
Sn: Não, não -discordou Sn, balançando a cabeça furiosamente-
David: Acho que você primeiro.. -disse ele, colocando a arma sobre meu pescoço- Posso me divertir com ela depois.
Eu: Você. Não. Vai. Fazer. Nada. Com. Ela -falei separando as palavras-
David: Quem disse? Afinal, eu sempre quis saber como ela era na cama.
Eu: CALA A BOCA SEU FILHO DA PUTA! -ralhei, o corpo tremendo de raiva. Minha mão coçou para bater em algo-
Sn: Eu nunca faria nada com você. Eu tenho nojo de você -disse Sn-

E então a única coisa que eu vi foi o pulso dele voar para o rosto dela. O soco atingiu sua bochecha esquerda.
Não enxerguei mais nada. Eu só enxerguei ele, querendo desenfreadamente poder lhe dar um tiro, ou pelo menos, alguns socos. Sn arquejou de dor, e eu imaginei seu rosto perfeito marcado.

Sn: Covarde! -cuspiu ela.
Eu: FILHO DA PUTA, HONRE O QUE VOCÊ TEM NO MEIO DAS PERNAS, BATA EM MIM, NÃO NELA. ME MATE, MAS NÃO ENCOSTE NENHUM DE SEUS DEDOS IMUNDOS NELA! -Fechei os olhos ao ver seu pulso voar para minha cara. Ele me atingiu, mas pouco importava-
David: Chega disso. Vou matar os dois. Você primeiro, Bieber -disse, apertando a arma contra meu crânio.
Eu suei frio, meu sangue pulsou mais forte, uma vez que a morte estava diante de mim-

Meus fãs, minha família, meus amigos.. oh Deus, quantos sonhos seriam destruídos? Eu amava cada uma daquelas pessoas, amava profundamente e eu esperava que elas terminassem de realizar os sonhos dela, coisa que eu não poderia fazer depois de morrer, é óbvio. E Sn. Minha Sn. Nem o paraíso nem o inferno podiam me separar dela.

Sn: NÃO, NÃO! -ela soluçava. A mágoa em seu choro era tão profunda, quase palpável. Senti meu coração se partir ao ouvir aquilo-
Eu: Eu te amo, Sn - sussurrei e então fechei os olhos, esperando o tiro-

Ela continuou em seu choro desenfreado. E então eu ouvi o som da porta sendo aberta. Não aberta, arrombada.
Eu abri os olhos. Os olhos de David se arregalaram e ele tirou a arma de mim para apontar para quem quer que estivesse na porta. A pessoa também tinha uma arma na mão. E a pessoa era o Fredo, CARALHO! Eu não acreditava naquilo. Não pelo fato de ser o Alfredo, mais porque nós paramos de nos falar desde que ele beijou Sn.

Fredo: Você atira, eu atiro - disse ele-

Eu ouvi um suspiro, um suspiro tingido de um alívio tão grande que chegava a ser tangível. Era o suspiro de Sn. Assim que compreendi que estava quase à salvo, suspirei também.

David: Quem é você? - perguntou à Fredo.
Fredo: Não interessa para você. Estou tentando achar um bom motivo para não lhe matar agora.
David: Eu mato eles primeiro.
Fredo: Eu tenho um para matar, você tem dois. Quem será mais rápido? Olhe as probabilidades. A polícia está aí fora. Pegaram os carinhas e Selena que estava aí. O próximo é você, querendo ou não.
David: Ninguém vai me pegar!
Fredo: Você acha mesmo?  -riu ironicamente. David pareceu pensar por um momento-
David: Eu ainda vou pegar vocês um dia. -Ele apontou a arma em nossa direção- Nem que seja quando eu sair da cadeia.
Eu: Você não vai sair de lá - afirmei. Eu ouvia Sn murmurar palavras de gratidão consigo mesma.
Fredo: Me dá a arma - disse fredo-
David: Não!
Fredo: Eu disse pra você me dar a arma agora seu filho da puta! -ele gritou-
David: Você não manda em mim!
Fredo: Se você não me entregar a arma agora eu não vou precisar mandar nada porque mortos não obedecem.
David: Você não teria coragem de me matar.
Fredo: Você duvida? -David hesitou-
David: Toma essa porra - ele disse entregando a arma pra Alfredo que pegou um celular no bolso, o colocando no ouvido-
Fredo: Entrem.

Segundos depois várias homens entraram; alguns vieram nos desamarrar, e outros dois algemaram David.

xx: Você está encrencado, rapaz -eu ouvi um dos policiais murmurar para ele-

Assim que estávamos livres, eu e Sn nos abraçamos. Eu sentia lágrimas quentes rolando pelo seu rosto, e eu sabia que ela também chorava. Eu a apertei como pude, colando meu corpo no seu com a maior força que eu tinha, tanto que quase esmaguei suas costelas. Cherei seu cabelo; ele tinha o melhor cheiro do mundo, eu nunca saberia que odor extraordinário era aquele. E então eu levantei seu rosto, eu olhei no fundo de seus olhos e a beijei. Nossos lábios moviam-se juntos, fundindo-se como se nunca mais fossem se dividir. Eu senti o gosto salgado das lágrimas. Dela e minhas. Em cada lugar que nossa pele se tocava, era como um incêndio.

Sn: Eu te amo, eu te amo, eu te amo -sussurrou ela desesperadamente. Eu a beijei onde pude, testa, pescoço, pulsos, a ponta de seu nariz-
Eu: Eu te amo muito mais -sussurrei de volta-
Sn: Impossível -murmurou ela, e em seguida me beijou-

Eu a senti tremer, e sabia que não era frio. Mesmo assim a abracei de novo, e imediatamente ela ficou normal. As lágrimas em seu rosto rolavam mais e mais a cada segundo.

xx: Hã, eu sinto muito interromper, mas.. -começou o policial- A família de vocês está esperando lá fora.
Eu: Ah! Obrigado - agradeci. -Sn balançou a cabeça como se concordasse comigo-
xx: Não há de quê.

Eu passei o braço em volta da cintura de Sn enquanto ela afundava a cabeça em meu peitoral e chorava.

Eu: Ei, ei, calma, já acabou -eu sussurrei.

Eu sabia que ela estava traumatizada, não havia pessoa mais sensível no mundo do que ela.

Sn: Eu te amo -ela disse em meio as lágrimas-
Eu: Eu também te amo, está tudo bem! Eu não disse que iria ficar? -sorri-

----------------------- Continua --------------------- 

22 comentários:

  1. AI EU VOU CHORAR CONTINUA SOCORRO MDS Q PERFEITO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH

    ResponderExcluir
  2. Que coisa linda :)) continua

    *MariaEduarda

    ResponderExcluir
  3. FREDO EU TE AMO PRA CARALHO!! O CAPITULO FOI PERFEITO! O AMOR DELES É LINDO E EU CHOREI IGUAL A UMA RETARDADA NA NARRAÇÃO DO JUBS

    ResponderExcluir
  4. Omggggggg continua, chorei aqui *-*

    ResponderExcluir
  5. OH MEU DEUS ACHEI Q ELES IAM MORRER :'( FREDO TE AMO TU É 10 hauahaua continuaa

    ResponderExcluir
  6. ai meu deus, continua pelo amor de deussssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. será que chorei? kkkkkk continua ♥♥♥

    ResponderExcluir
  8. continuuua essa ib é perfeita, esse pessoal qu diz qu precisa melhorar e inveja......pq vc é original isso sim é bom

    ResponderExcluir
  9. Continua, já chorei abeça! <33

    ResponderExcluir
  10. ai meu deus to chorando que nem criança cara meu deus continua ou eu morroooo me deus

    ResponderExcluir