31.7.14

My Nerd - Capítulo 4

4



O sinal tocou anunciando o final da aula, apenas arrumei minha mochila e sai andando em direção á saída. Ouvi meu nome ser chamado, olhei para trás e lá vinha Justin correndo todo desajeitado, era até engraçado e fofo.

- Sn, espera!- Justin chegou ao meu lado e se ajeitou- É...Hmm...Você gostaria de ir até a lanchonete comigo? Como forma de agradecimento, sabe ?

- Pode ser, porque não ?
Saímos andando lado a lado, no começo, Justin era tímido, mas depois começou a ser soltar. Logo chegamos na lanchonete que ficava na frente da escola, nos sentamos em uma mesa e fizemos o pedidos.
- Qual sua banda preferida ?
- Arctic Monkeys, conhece ?
- Não...
- Como assim não ? É uma das melhores bandas que existe, procura na internet, não vai se arrepender!
Continuamos a conversa animadamente, parecia que nos conhecia à tempos. A porta da lanchonete foi aberta fazendo aquele irritante sininho tocar, Justin olhou para a porta e deu um pequeno suspiro assim que viu uma menina entrar junto com o menino que eu discuti mais cedo, cujo o nome eu descobrir ser Brian. Olhei para Justin e ele tinha o olhar preso na menina, via cada movimento que ela fazia, ela não me era estranha, acho que ela tem aula de química junto comigo. Estralei meus dedos na frente de seu rosto chamando sua atenção.
- Hey! Ta tudo bem ? - Perguntei.
- está, por que ?
- Porque você ficou com olhar fixado naquela menina. - Ele a olhou de novo e deu outro suspiro - Espera ai, você ta apaixonado por ela! Que fofo .
- O que?! Você só pode estar louca!- Falou negando com a cabeça e corando .
- Você ficou vermelho!- Dei um risinho- Por que não vai falar com ela na escola ?
- Tá louca ? Se Brian me pega falando com ela, ele me mata!
- Namorada ? Não sei como ela consegue passar pela porta ?- Justin gargalhou.
- Brian nunca foi de uma só !
- Percebi! - Falei rindo- Você deveria aprender a se defender, não é toda vez que que alguém vai te defender!
- Eu sei, uma vez eu entrei em uma aula de defesa pessoal, só que acabou não dando certo.

Nossos pedidos- que não passavam de milkshakes- chegaram. Tomávamos ao pouco, ainda conversando. Senti meu celular no meu bolso e logo atendi.
- Alô!
- Filha, aonde você tá, vem para casa!
- Já to indo mãe!
- Vem logo, tchau!
- Tchau !- Guarde meu celular no meu bolso e olhei para Justin- Eu vou ter que ir.
- Aaa tudo bem! Eu te acompanho até em casa.Aonde você mora?
-À dois quarterões daqui.
- É o caminho da minha casa.
Justin chamou o garçom e pagou a conta, depois de muita insistência dele. Saímos da  lanchonete e começamos a caminha em direção à minha casa conversando, o caminho foi rápido, em menos de dez minutos chegamos na frente da minha casa.
-É aqui, tchau Justin! - Dei um beijo em sua bochecha.
- Tchau, Elizabeth! Até amanhã!
- Até - Falei abrindo a porta - Mãe? Cade você?- Falei assim que entrei totalmente em casa.
- Aqui filha!
- Aqui aonde, mãe ?
- Na cozinha!
Andei até lá, assim que cheguei, um cheiro agradável entrou pelas minhas narinas. Minha mãe tava na frente do fogão mexendo algo que meus olhos não conseguiram identificar.
- Aonde você tava mocinha ?
-Na lanchonete com um amigo. - Andei até ela e dei um beijo no seu rosto.
- Amigo ? Hmm! - Riu maliciosa.
- Mãe! - A reprendi rindo - Eu vou subir e tomar um banho e já venho ajudar a senhora.
Sai da cozinha e subi as escadas dando de cara com o corredor cheiro de portas, caminhei até o do meu quarto e abri adentrando no quarto.Larguei minha mochila na cama e fui até o guarda roupa escolhendo uma roupa simples¹, peguei uma toalha e fui pro banheiro. Tomei um banho rápido, sem lavar o cabelo, me vesti e desci para ajudar minha mãe.
- Filha, coloca a louça na mesa e depois vá chamar seu pai.
- Onde ele tá ?
- No jardim lá de trás, capinando .
- Ok - Coloquei a louca e fui chamar meu pai.
- Pai ?- Chamei e seu olhar se direcionou a mim.- Vem almoçar.
- Ta bom .
Entrei para dentro de casa, indo para a cozinha. Me sentei na mesa junto a minha mãe e logo meu pai se juntou a nós. Começamos a  comer.
-Como foi a escola, queria - Meu pai perguntou.
- Legal! - Exclamei sem muita animação.
- Ela fez um amigo- Disse minha mãe risonha.
- O que ?Logo minha menininha ta namorando!- Meu pai falou brincando.
-Mãe! Pai! - os reprendi rindo.
O almoço seguiu animado, com muitas brincadeiras . Nós sempre fomos assim, levamos tudo na brincadeira.

4 comentários: