18.4.14

First Daughter - 22

4




- ANDA JUSTIN- gritei o chamando.

- espera menina, ele só foi no banheiro- disse Ryan rindo.

- xiiuu eu estou animada e com pressa- disse.

- nossa, eu nem tinha reparado- disse Demi irônica e eu de dedo.

- pronto, vamos?- disse Justin aparecendo.

- PORRA, VOCÊ PARECE UMA MULHER NO BANHEIRO- gritei enquanto ia ate o carro.

- nossa, ta de tpm?- perguntou ele.

- cala a boca- disse e assim senti o carro dar partida.


[.......]

-MEU DEUS, MEU DEUS NÃO ACREDITO QUE ESTAMOS AQUI- gritei animada ao fitar tudo.

-não conheço- disse Ryan andando rapido com Demi e Justin que riam.

Revirei o olho e fomos até o carro que nos esperava, sim, estavamos na califórnia, só tinha vindo uma vez para cá,  e digamos que sou apaixonada por este estado. Eram mais 15 horas de carro até a casa de praia que ficariamos, era da Demis, e foi para lá que fui quando vim para cá, é perfeito la. O caminho inteiro fomos conversando, logo Ryan parou em um restaurante, faltavam ainda 8 horas de viagem, saimos do carro e seguimos ao restaurante, sentamos em uma mesa e logo uma garçonete veio nos atender, sim, fique com raiva, por que? A mulher usava um decote enorme que mostrava quase todo o peito além da saia que mostra o útero, e adivinha? Se jogou pra cima do Justin, respirei fundo.

- o que desejam?- perguntou ela, voz de prostituta.

- que você pare de jogar seus peitos para cima do meu namorado- disse seca e ela me fitou.

- isso não posso fazer queridinha- disse ela.- não é culpa minha que você não garante a fieldade do seu namorado.

- o que você disse?- disse me levantando mas Demi me segurou.

- chega- disse Demi.- mais tarde iremos pedir.

A mulher bufou e saiu rebolando mas antes deu um beijinho no rosto de Justin que não fez nada, o fitei e logo levantei saindo do restaurante bufando, entrei no carro e fiquei ali, por exatos 2 horas, estava mexendo no celular e ouvindo musica pelo fone no banco da frente quando avistei os três vindo, ambos riam, logo Ryan e Demi entraram pelo bando de trás e Justin pelo do motorista que logo deu partida. Os minutos foram se passando e eu ali quieta enquanto eles conversavam, logo já eram 4 da manhã, Ryan e Demi dormiam, estava um silêncio até Justin dizer.

- esta brava?- ele perguntou.

- ainda pergunta?

- mas eu não tive culpa- defendeu-se.

- ah não magina- disse sarcástica.

- Cam, por favor, eu não quero brigar com você- disse ele pondo sua mão em minha coxa e acariciando a mesma.

Não respondi, apenas me virei e fiquei fitando a paisagem, que na realidade não dava para ver muito por causa do escuro, logo meus olhos pesaram e assim adormeci 



4 comentários: