2.5.14

Believe in me-61

3

-Obrigada pela sinceridade

Ele sorriu e disse

-Sei que ama seu trabalho,seus fãs,sua vida,só que não poderá mas cantar porque isso pede muito de seus pulmões e...

-E eu estou fraca pra isso-Disse me intrometendo no que ele iria falar.

-Você não está fraca,seu pulmão é que está.

-e atuar eu posso?

-Sim,não vejo problema em você atuar.Bom era só isso mesmo.

-E a minha alta doutor?

-Farei agora seus ultimos exames e se estiver tudo certo amanhã de manhã já pode sair.

Sorri e fui pra sala de exames fiz todos os exames e  fiz tudo direitinho e o Doutor ficou de avaliar e me dar a resposta amanhã.

Fui pro meu quarto me sentei na cadeira que tinha na varandinha ali do quarto e fiquei olhando os fãs ali.
Entrei em meu Twitter e Twittei

"Em breve tenho uma coisa pra contar pra vocês mas só contarei em entrevistas...mas acho que vocês não vão gostar."

Fiquei admirando algumas estrelas ali até ouvir um barulho da porta,olhei e era Victor,andei um pouco rapido ate ele.

-Meu Deus nunca pensei que diria isso mas que saudades que estava de você criatura

-Aaaa eu tambem meu empresario lindo

-Como se sente?

-bem,bom tenho uma coisa pra te contar

-Pode falar

-Eu terei que largar minha carreira de cantora.

-O que? Como assim?

-O médico disse que meus pulmões estão fracos demais pra isso.

-Eu sinto muito.

-Agora vamos falar de coisa interessante... Eu to com fome

-Novidade

-Xiuuu,então vai la na lanchonete e compra pao de queijo com uma H2O pra min?

-Isso é contra regras

-Eu nao tenho culpa deles não conhecerem comida gostosa.

-Ta eu vou

-Toma aqui o dinheiro

-Não precisa

-Ta

Ele foi e eu fiquei jogada no sofázinho até a enfermeira chegar e dizer.

-Seu companheiro de quarto já chegou?

-Sim,mas foi na lanchonete lanchar porque estava com fome.

-Ah sim,Pera vou dar uma olhada no seu cilindro de oxinegio

-Ah ok

Passou uns 10 minutos e Victor chegou na porta,fiz que nao com a cabeça para que ele não entrasse,depois que ela percebeu que meu oxigenio estava bem e eu também ela saiu.

-Aqui está suas coisas

-Obrigada Victor eu te amo muuito

-Eu já sei disso...

-Chato

-Seus pais estão mortos de preucupações....

-Acha que eu não sei,Ontem ouvi meu pai chorando...

-A Jas hoje veio te ver...

-Serio?

-Sim,mas teve que ir.

-Droga,pera você está aqui desde quando?

-Pra ser sincero desde que chegou aqui,só que não tinha coragem de entrar aqui

-Por que? Por que estou morrendo? Fique calmo ainda não fiquei careca

-Sn calma... Você não vai morrer não agora...

-Victor eu tenho um cancer terminal,que um dia termina

-Exatamente esse dia pode acabar daqui a 40 anos

-Eu queria que fosse assim

-E não pode ser?

-Eu mal descubri que tenho cancer e o medico ja me fala que estou fraca,ta na cara que não tenho mas nem um ano de vida

-Eu não vou discutir com você,afinal termina de comer logo isso que você tem que dormir.

-Nao to com sono

-Trate de arrumar

-Ja te disseram o quanto você é chato?

-Só você umas 40 vezes

Continuamos conversando por mais umas meia hora depois de comer aquilo tudo fui ao banheiro escovei meus dentes e me deitei e assim dormi.

        Heeey o que acharam???

3 comentários: